quinta-feira, 30 de junho de 2011

Vencedor do mês de Junho: Alexandre, o nome da fera!


Alexandre alcançou os seguintes resultados:

2ª Rodada - Iniciou fazendo 15 pontos. ficando na 27ª posição;
3ª Rodada - Fez incríveis 28 pontos chegando em 7º;
4ª Rodada - Fez 18 pontos ficando na 12ª colocação;
5ª Rodada - Venceu fazendo 27 pontos;
6º Rodada - Fez 20 pontos ficando na 10ª colocação; e finalmente
7ª Rodada - Venceu fazendo 28 pontos e levou a camisa do mês de junho.

Classificação após os jogos da 7ª Rodada:

Gol do furacão, vai mudar alguma coisa mas o vencedor continua o mesmo!


Está ai o que você esperava, deu um Gaúcho Tchêe, com a vitória do Inter. Meu chará, não deu pra você, gomes chegou perto, já melhorou muito, ambos tentem mais um pouco, as chances são iguais para todos. parabéns!

Parcial de quarta pela 7ª Rodada

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Militares no Poder, nunca mais!

MILITARES NO PODER, NUNCA MAIS!
Net 7 Mares

(texto atribuído erradamente a Millor Fernandes, atribuição equivocada, vez que Millor, que combatia o regime militar no seu semanário "O Pasquim", jamais poderia tê-lo escrito ainda que em termos irônicos).

Militar no poder, nunca mais. Só fizeram lambanças.

Tiraram o cenário bucólico que havia na Via Dutra de uma só pista, que foi duplicada e recebeu melhorias; acabaram aí com as emoções das curvas mal construídas e os solavancos estimulantes provocados pelos buracos na pista. Não satisfeitos, fizeram o mesmo com a rodovia Rio-Juiz de Fora, sem contar a mania de abrir novas estradas de norte a sul e de leste a oeste, o que deixou os motoristas atarantados e perdidos, sem saber qual caminho tomar para chegar ao destino.

Com a construção da ponte Rio-Niterói, acabaram com o sonho de crescimento da pequena Magé, cidade nos fundos da Baía de Guanabara, que era caminho obrigatório dos que vinham do sul, passando pelo Rio, em direção às cidades litorâneas do sudeste acima do Rio e nordeste, contornando a baía num percurso de mais de 100 km. Encurtaram o tempo de viagem entre Rio e Niterói, é verdade, mas acabaram com aquela gostosa espera pela barcaça que levava meia dúzia de carros de um lado a outro da baía.

Criaram esse maldito Proálcool, com o medo infundado de que o petróleo vai acabar um dia. E, para apressar logo o fim do chamado "ouro negro", deram um impulso gigantesco à Petrobras, que passou a extrair petróleo 10 vezes mais (de 75 mil barris diários, passou a produzir 750 mil); mas nem isso adiantou nada, porque, com o álcool mais barato que a gasolina, permaneceu o fedor de bêbado que os carros passaram a ter com o uso do inventado combustível.

Enfiaram o Brasil numa disputa estressante, levando-o da posição de 45ª economia do mundo para a posição de 8ª, trazendo com isso uma nociva onda de inveja mundial.

Tiraram o sossego da vida ociosa de 13 milhões de brasileiros, que, com a gigantesca oferta de emprego em milhares de obras, ficaram sem a desculpa do "estou desempregado".

Em 1971, no governo militar, o Brasil alcançou a posição de segundo maior construtor de navios no mundo, o que veio a ser outra desgraça, porque, além de atrair mais inveja, infernizou a vida dos que moravam perto dos estaleiros, com aquela barulheira da construção desenfreada.

Com gigantesca oferta de empregos, baixaram consideravelmente os índices de roubos e assaltos. Ora! Sem aquela emoção de estar na iminência de sofrer um assalto, os nossos passeios perderem completamente a graça.

Alteraram profundamente a topografia do território brasileiro com a construção de hidrelétricas gigantescas (Tucuruí, Ilha Solteira, Jupiá e Itaipu), o que obrigou as nossas crianças a aprenderem sobre essas bobagens de nomes esquisitos. Por causa disoo, o Brasil, que antes vivia o romantismo do jantar à luz de velas ou de lamparinas, teve que tolerar a instalação de milhares de torres de alta tensão espalhadas pelo seu território, para levar energia elétrica a quem nunca precisou disso.

Implementaram os metrôs de São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Recife e Fortaleza, deixando tudo pronto para o início das obras e, com elas, atazanar a vida dos cidadãos e o trânsito nestas cidades.

Inconseqüentes, injustos e perversos, esses militares baniram do Brasil pessoas bem intencionadas, que queriam implantar aqui um regime político que fazia a felicidade dos russos, cubanos e chineses, em cujos países as pessoas se reuniam em fila nas ruas apenas para bater-papo, e ninguém pensava em sair a passeio para nenhum outro país.

Foram demasiadamente rigorosos com os simpatizantes daqueles regimes, só porque esses, que os milicos, em flagrante exagero, chamavam de terroristas, soltaram uma "bombinha de São João" no aeroporto de Guararapes, onde alguns inocentes morreram de susto apenas.

Os militares são muito estressados. Fizeram tempestade em copo d'água só por causa de alguns assaltos a bancos, seqüestros de diplomatas... ninharias que qualquer delegado de polícia resolve.

Tiraram-nos o interesse pela Política, vez que os deputados e senadores daquela época não nos brindavam com esses deliciosos escândalos que fazem a alegria da gente hoje.

Para piorar a coisa, se tudo isso ainda é pouco, ainda criaram o MOBRAL, que ensinou milhões a ler e escrever, aumentando mais ainda o poder dos empregados contra os seus patrões.

Nem o homem do campo escapou, porque criaram para ele o FUNRURAL, tirando do pobre coitado a doce preocupação que ele tinha com o seu futuro. Era tão bom imaginar-se velhinho, pedindo esmolas para sobreviver.

Outras desgraças criadas pelos militares:

Trouxeram a TV a cores para as nossas casas, pelas mãos de um Oficial do Exército, formado pelo Instituto Militar de Engenharia, que, por falta do que fazer, inventou o sistema PAL-M.

Criaram ainda a EMBRATEL; TELEBRÁS; ANGRA I e II; INPS, IAPAS, DATAPREV, LBA, FUNABEM e mais um penca de instituições, cujo amontoado de siglas nos levou a confundir nomes.

Todo esse estrago e muito mais, os militares fizeram em 22 anos de governo. Com isso, ganharam o quê? Inexplicavelmente nada. Todos os Generais-Presidentes foram para casa, levando apenas o soldo do posto. Se tivessem ficado ricos, um pouquinho que fosse, ainda dava para entender essa quantidade absurda de obras. O último deles, um tal Figueiredo, que sofria de um mal na coluna, teve que se valer de amigos para pagar tratamento com especialista. Ora! Então essa zoeira toda de obras foi só para complicar a vida simples das pessoas.

Depois que entregaram o governo aos civis, estes, nos vinte anos seguintes, não fizeram nem 10% dos estragos que os militares fizeram.
Graças a Deus! Ainda bem que os militares não continuaram no poder!!

Tem muito mais coisas horrorosas que eles, os militares, criaram, mas o que está escrito acima é o bastante para dizermos:

"Militar no poder, nunca mais!!!".

Anselmo Cordeiro (Net 7 Mares)

domingo, 26 de junho de 2011

Classificação do mês de junho

Classificação após os jogos da 6ª Rodada:


O Baixinho, estava pensando em desistir, foi motivado, voltou e ganhou a rodada. Parabéns! todos podem chegar é só ter paciência.

sábado, 25 de junho de 2011

Gays, não basta ser visto!


O diretor da Escola Jovem LGBT,em Campinas, Deco Ribeiro, de 39 anos, e veterano na Parada de São Paulo. "Extraido do G1 (Globo.com)"

Disse: os gays já conseguiram “ser vistos”, muito por causa da Parada: “a grande expressão da cultura LGBT”. “A 2ª onda agora da cultura LGBT é produzir discurso. Porque o preconceito vem muito da ignorância, no sentido de falta de conhecimento mesmo. As pessoas têm que parar só de ver, mas escutar a gente, o que temos para dizer.”


Ok, já apareceram o suficiente, já fizeram o carnaval de vocês, já estão mobilizando a rede globo, o STF (que Deus os perdoe), querem mudar até a constituição, isso vocês não vão conseguir, agora querer que a sociedade toda venha aderir a seu movimento e achar bonitinho dizer para as crianças que é legal e normal ser gay, ah queridinhos! vão pentear macacos, quem vocês pensam que são? querem ser melhores que todo mundo? vivam a vida de vocês e não encham o saco, deixem as pessoas normais viverem em paz, NÃO QUERIAM APARECER,JÁ APARECERAM, JÁ FORAM VISTOS! querer ser ouvido é um pouco demais não acham?

Marco Baptista

quarta-feira, 22 de junho de 2011

União homosexual, violação da Constituição!

A DECISÃO DO STF SOBRE A UNIÃO HOMOSSEXUAL E A VIOLAÇÃO DA
CONSTITUIÇÃO


Recentemente (Maio de 2011), no mês do dia das mães, o STF decidiu a favor da
equiparação da união homossexual à união estável (entidade familiar), que, por sua vez, já
era reconhecida pela Constituição. Uma vez que a união estável mencionada na
Constituição é entre HOMEM e MULHER (art. 226, parágrafo 3o
da Constituição), não
poderia ser a união homossexual equiparada a ela em hipótese alguma. É interessante
observar que uma união incestuosa entre um irmão e uma irmã atenderia a definição da
Constituição de união estável, mas não é admitida como união estável por impedimento
legal. A união homossexual, todavia, desatende tanto a definição constitucional de união
estável como viola a regulamentação legal.
A Constituição diz que a finalidade da proteção dada à união estável é “facilitar sua
conversão em casamento” (art. 226, parágrafo 3o
da Constituição). Atualmente, porém,
ainda não há casamento civil entre homossexuais. Como poderia, então, haver união estável
de homossexuais?
O STF alega ter feito uma analogia entre a união homossexual e a união estável da
Constituição. Isso, porém, não seria possível por duas razões. Em primeiro lugar, a regra é
o casamento e a união estável é a exceção. Uma das regras da hermenêutica jurídica é a que
diz que “as exceções são de interpretação estrita”, ou seja, não cabe analogia em Direito
excepcional. Em segundo lugar, o tema da família é de grande interesse público (art. 226 da
CF: “A família, BASE DA SOCIEDADE, TEM ESPECIAL PROTEÇÃO DO ESTADO”).
Normas cuja matéria envolve grande interesse público são cogentes e taxativas (numerus
clausus). O raciocínio cabível a essas normas não é o raciocínio a simile (que procura casos
análogos por semelhança), mas, sim, o raciocínio a contrário sensu (que trata com exclusão
ou de modo inverso às situações não previstas).
A regulação do casamento e da união estável não tem em vista a simples proteção
dos parceiros, mas, antes, a proteção da família constituída. Como, porém, podemos falar
em família homossexual se a união homossexual é biologicamente infértil?
Falar em adoção por “casais” homossexuais é um descalabro. Um casal
heterossexual (que biologicamente poderia ter filhos) reúne as condições naturais para se
colocar de modo análogo a uma família com um adotando. Um solteiro (a) heterossexual
poderia adotar na condição análoga a de um viúvo (a) ou de uma mãe solteira, embora a
existência de um casal (heterossexual) sempre deveria ter preferência. Os psicólogos sabem
que a figura de um pai (masculino) e de uma mãe (feminino) faz parte do que uma criança
precisa para formar uma personalidade sadia. Um cristão diria que o Criador sábio fez as
coisas assim, enquanto um evolucionista ateu diria que a natureza impessoal é que é
“sábia”. O evolucionista coerente teria que reconhecer que a união homossexual não
promove a evolução da espécie, pois a sua generalização implicaria na própria extinção da
espécie.
Não estou sugerindo aqui repressão aos homossexuais ou a negação de seus direitos
como pessoa humana em função de sua orientação sexual. O que estou colocando é uma
análise da instituição da família (estrutura e fim) para mostrar que não faz sentido falar em
casamento gay. Entre os gregos, havia muita homossexualidade, mas eles nunca cogitaram
de um casamento homossexual. Eu não vejo como uma união homossexual pode ser a “Base da Sociedade” (art. 226
da CF) se a sua generalização acabaria com a sociedade e a própria continuidade da espécie
humana. Não vejo porque ela deveria ter a “Proteção do Estado”, embora esteja disposto a
lutar para que o homossexual, enquanto pessoa humana, receba a plena proteção individual.
Acerca ainda da adoção de crianças por parceiros homossexuais, eu observaria
também que nós precisamos lembrar dos direitos da criança e do adolescente. O Estatuto da
Criança e do Adolescente diz:

“A criança e o adolescente gozam de todos os direitos fundamentais inerentes à
pessoa humana, sem prejuízo da proteção integral de que trata esta Lei, assegurando-se-
lhes, por lei ou por outros meios, todas as oportunidades e facilidades, a fim de lhes
facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, em condições de
liberdade e de dignidade.”

O artigo 7o
fala em “desenvolvimento sadio e harmonioso” da criança. Ora, uma
criança adotada sempre enfrenta dificuldades para entender que não é filha biológica de
seus pais adotivos. Agora, imagine para ela entender que não tem pais heterossexuais.
Tente por um pouco de tempo pensar no vexame dessas crianças. Pense no prejuízo
psicológico que causa a violação de uma lei da natureza, pois o normal seria uma criança
ter vindo de um pai e uma mãe, sendo adoção feita por um casal heterossexual uma
tentativa (com dificuldades) de se aproximar do modelo natural.
Não nos deixemos aqui levar pela mídia. Há muitas reportagens feitas pela televisão
que procuram apresentar quadros de “felicidade” em situações em que homossexuais
criaram um filho. A coisa é tão falsa que tais representações fazem aparentar que há mais
harmonia nessas psdeudofamílias do que em famílias convencionais e que o adotando
sequer enfrentou os problemas habituais resultante de não conhecer os seus pais biológicos.
A aceitação do “casamento” gay levará muitos casais homossexuais a se
precipitarem em adoções para provar a sociedade que podem ser uma família. Isso será um
desastre.
Eu defendo o respeito às minorias, mas não posso aceitar que a minoria tenha o
direito de criar a “cara” da sociedade. No início, os movimentos de causa gay militaram
pela união homossexual em nome de direitos patrimoniais para os parceiros homossexuais,
mas o dinheiro e os bens nunca deveriam ser a base do casamento ou motivos para
alterações substanciais no Direito de Família. Lembro-me de ter aprendido na Faculdade
que o Direito de Família diferencia-se dos Direitos Obrigacional e Real por não ser de
fundo patrimonial. Assim, os homossexuais poderiam resolver o problema de seu
patrimônio comum no âmbito do Direito Obrigacional e Real por meio de formas
contratuais. Ao perceberem esse argumento, porém, os homossexuais começaram a falar
em adoção de filhos, “igrejas” de homossexuais, cerimônias “matrimoniais” entre
homossexuais, tudo para forçar a barra. Eles descobriram que qualquer aberração pode ser
conseguida através de militância, pressão e barganha no mundo corrupto de hoje.
Os homossexuais organizados querem remover a igreja da discussão sobre o tema
da união gay. Porque, entretanto, os movimentos homossexuais recusam opiniões religiosas
na esfera pública, mas usam a compreensão de casamento monogâmico cristão como
paradigma analógico para a sua causa? Porque que defendem direitos para uniões
homossexuais “não promíscuas”? Será que poderemos recusar a opinião da igreja (parte representativa da sociedade)
sobre o assunto do “casamento” gay? Se não quisermos a fé cristã na esfera pública, nós
teremos que acabar com o casamento monogâmico e o descanso semanal (mencionado no
decálogo) do trabalhador. Se a moral não deve ser levada em conta no caso das uniões
homossexuais, por que continuar a manter impedimentos matrimoniais para uniões
incestuosas? Por que não legalizar a pedofilia?
Os homossexuais organizados em movimento não querem respeito a minorias, mas,
antes, eles querem reorganizar a sociedade e o Estado conforme os seus valores. O objetivo
é subverter instituições históricas de tempos imemoriais para reestruturá-las segundo a
ideologia do movimento gay. Conseguido isso, nós teremos a ditadura ideológica da
minoria.
No caso da decisão do STF, não apenas o órgão julgador não percebeu que
abandonou o seu papel de guardião da Constituição, mas também agiu sem legitimidade.
Se a aceitação do casamento homossexual já fosse ponto pacífico porque não foi
feita emenda à Constituição? Porque não foi mencionada essa união na lei mais recente
sobre união estável?
Nas últimas eleições, nós vimos que políticos tiveram que negociar sobre o assunto
para não inviabilizarem a sua candidatura junto ao povo. Não podemos dizer que foi a
igreja e não a sociedade que fez esta imposição aos políticos. A igreja também faz parte da
sociedade. Além disso, os candidatos não teriam feito acordos com a igreja se não
entendessem que a sua posição é influente no modo de pensar da sociedade.
De acordo com o constitucionalismo clássico, somente uma assembléia constituinte
especificamente eleita para fazer a Constituição pode estabelecer o Estatuto Fundamental
da Sociedade. Essa assembléia deve ser dissolvida logo após a feitura da Constituição, pois
a continuidade no poder poderia levá-la adaptar o texto normativo às suas conveniências.
Dentro dessas pressuposições, eu pergunto: “Qual a legitimidade do STF (órgão
permanente sem composição decorrente do voto popular) para mudar a Constituição?”.
Não devemos levar em conta a unanimidade do STF e as opiniões na mídia. Os que
pensam em contrário não tem oportunidade de falar (a não ser os mais ridículos). Eu
mesmo não consegui publicar artigos sobre o assunto que havia escrito. A mídia
administrada com a participação de muitos homossexuais é seletiva.
A decisão do STF serve para desviar a atenção de todos do fato de ele não ser
militante em assuntos de relevância nacional mencionados explicitamente na Constituição
(como a Reforma Agrária, a participação dos trabalhadores no lucro das empresas, a
questão da “ficha limpa”, etc).
Filósofos de renome (ateus, céticos e relativistas) admitem que a nova esquerda
(feminismo radical, movimento gay) afasta a mente da sociedade dos reais problemas
sociais. Richard Rorty, por exemplo, diz que a “esquerda cultural” (nova esquerda) “é
incapaz de se engajar na política nacional”. Nas palavras de Zygmunt Bauman, Rorty
“conclama as pessoas a recuperarem a sensatez e despertarem para as causas profundas
da miséria humana”. Bauman diz que os novos intelectuais são obstinadamente
egocêntricos e auto-referentes. A sua conclusão é clara: “A guerra por justiça social foi,
portanto, reduzida a um excesso de batalhas por reconhecimento”1
.

1
BAUMAN, Zygmunt. Identidade. Trad. Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005, p. 43-
44 Os movimentos da esquerda cultural são de fundo neoliberal. Eles pretendem que
ninguém pense nas injustiças da lógica de mercado. Os problemas periféricos é que ganham
a atenção. Os líderes dos movimentos da nova esquerda são riquinhos ou pessoas da classe
média. O que nós precisamos é pensar nos trabalhadores, no homem do campo, nos que
estão na miséria.


Dr. Glauco Barreira Magalhães Filho
Mestre em Direito Público (UFC), Doutor em Sociologia do Direito (UFC), Livre
Docente em Filosofia do Direito (UVA), Professor da UFC/UNIFOR, Autor de vários
livros jurídicos, entre os quais: Hermenêutica e Unidade Axiológica da Constituição (3a ed.), Hermenêutica Jurídica Clássica (3a ed.), A Essência do Direito (2a ed.) e Teoria dos Valores Jurídicos.

domingo, 19 de junho de 2011

Classificação após os jogos pela 5ª Rodada:




Prezados competidores, o resultado anteriormente contava com a vitória do Vascão da Gama, nem observei que havia terminado empatado. Foi mal, com isso a Vitória é do Gaúcho, curiosamente, torcedor do Inter. Parabéns gaúcho, o "GRÊMIO " te deu a Vitória! Odair mais sorte a próxima!

Classificação após os jogos pela 5ª Rodada:

RESULTADO SOB INVESTIGAÇÃO! AGUARDE UNS MINUTOS.

Parcial de domingo pela 5ª Rodada


Por enquanto fica assim, mais tarde publicaremos a classificação final após os 2 jogos que faltam.

Show do Intervalo (Domingo) 5ª Rodada:

Inacreditável! o Godoy sai da 36ª posição, no intervalo de sábado, para simplesmente a 1ª posição e não sai mais, já ouve diversas alterações a cada gol mas o menino continua na ponta. Essa é a tônica do nosso bolão, ninguém é favorito, todos podem chegar, e tem chegado diferentes competidores a cada rodada. Boa sorte a todos!

sábado, 18 de junho de 2011

Gol do América Mineiro

Só esses camaradas estão pontuando neste momento de jogo (11' do 2º tempo)

1º__ 6__ Godoy
2º__ 6__ Kelvens
3º__ 3__ Gilberto
4º__ 3__ Marcelo Professor

Parcial de sábado pela 5ª Rodada: Intervalo de AMG X CRU

É HEXA!!! QUER A JUSTIÇA QUEIRA OU NÃO!!!! (OS INVEJOSOS TAMBÉM)




"O título brasileiro do Flamengo, em 1987, é indiscutível para quem conhece e ama o esporte. Que os torcedores dos outros clubes, em sua paixão, queiram discuti-lo e, principalmente, usá-lo para brincadeiras e gozações faz parte. Mas não há a menor dúvida de que o rubro-negro carioca - e não o pernambucano - foi o melhor time e o ganhador do torneio mais importante daquela temporada - o módulo verde, que reunia as principais agremiações do Brasil. Aliás, que timaço: Zé Carlos, Jorginho, Leandro (Aldair), Edinho e Leonardo; Andrade, Aítlon (o único desta equipe que não chegou a jogar pela seleção brasileira principal), Zinho e Zico; Renato Gaúcho e Bebeto.

Até a Fifa já reconheceu o hexa do Fla. Se um juiz pernambucano quer bancar o espírito de porco e contestar a decisão na Justiça (uma vez mais!), problema dele.

Está colocando em risco a situação do próprio Leão do Recife, que periga acabar punido pela entidade máxima do futebol, que proibe ações na Justiça.

Haja, o que houver, pouca diferença fará. Aí está a foto do verdadeiro e grande campeão brasileiro de 1987. O resto é lorota e politicagem barata." (Renato Maurício Prado, colunista do jornal O GLOBO)



Postado por David Franco-flamenguista

quarta-feira, 15 de junho de 2011

PENTACAMPEÃO e não HEXA!


A CBF acatou a decisão da 10ª Vara da Justiça Federal e voltou a reconhecer o Sport como o único Campeão Brasileiro de 1987.
Francamente, não entendo o motivo de tamanha pretensão por parte destes torcedores, querendo ser campeões na marra, a força, todos já sabem quem foi o campeão de 87, olhem pra frente, ganhem o título jogando, em campo, não no tapetão. Jornalistas, deixem de lado esse assunto, deixe-os ficar se iludindo, se achando. Eles dizem sou hexa e nós ignoramos, são penta, já é muito pra um time que não tem nem estádio.

domingo, 12 de junho de 2011

Classificação após os jogos da 4ª Rodada:




Parabéns, gordinho, voltou e já ganhou na 2ª tentativa! continue assim, ou melhor, para com isso que não quero comprar camisa do flamengo de jeito nenhum.

As solicitações de correções de pontos foram realizadas com sucesso.

Show do Intervalo (Domingo) jogos das 18h30


Sem comentários... não preciso dizer o motivo!

resultado de momento...

Aguardando os jogos das 18h30:

Alonso que não é o Fernando está na frente, seguido de perto pelo moleque de 10 anos, que já ganhou a camisa dos templários no ano de 2010, pois é futebol é uma caixinha de surpresa. Vamos caprichar galera, vamos fazer mais pontos. Boa sorte a todos!

E tem muita bolinha pintando nessa tarde de domingo, aguarde...

sábado, 11 de junho de 2011

Classificação após os jogos de sábado - 4ª Rodada

Novos participantes nas primeiras posições, e claro, um gaúcho safo que parece estar calibrando os palpites.

RECORDAR É VIVER!!!!

Postado por David Franco, isso mesmo, um framenguista, depois dizem que não sou democrático!

PARABÉNS VASCAÍNOS!!!!






Parabéns vascaínos!!!
Vocês acabam de entrar para o seleto grupo de campeões deste torneio, assim como o Criciúma, Juventude, Paulista, Santo André e Sport, times de 3ª e 4ª divisões.

Para se aproximar do MENGÃO faltam apenas:
01 Título Mundial;
02 Campeonatos Brasileiros;
01 Copa do Brasil;
10 Campeonatos Estaduais; e
+ 25 milhões de torcedores.

Mas os vascaínos podem se orgulhar, pois, possuem um título inédito para o Rio de Janeiro...
a SÉRIE "B"

DAVID FRANCO SEMPRE FLAMENGO!!!!

Show do Intervalo (sábado) 4ª Rodada



Cada gol e um líder diferente, é assim com emoção até o fim, Srs. a banca irá se ausentar por umas horas para jantar dos namorados, voltamos em breve com os resultados do sábado.

4ª Rodada, foi dada a largada e por enquanto fica assim:

terça-feira, 7 de junho de 2011

Governo pede beatificação de Palocci, por milagre da multiplicação


A presidente Dilma Rousseff vai encaminhar nesta semana ao Vaticano o pedido de beatificação do ministro da Casa Onde é Que Já Civil, Antônio Palocci. Dilma acredita que Palocci deve ser canonizado graças ao seu milagre de multiplicação do patrimônio. O ministro multiplicou seu dinheiro por 20 em quatro anos. "O mais incrível é que ele fez tudo isso dando palestras, mesmo tendo a língua presa", disse um assessor de Dilma. "É santo!".

A situação de Palocci com a oposição, porém, se agravou. Até aliados ficaram contra o ministro. O PMDB se rebelou e aumentou a pressão contra Palocci. Houve troca de insultos e o ministro chegou a ser ofendido: "Por pouco não me chamaram de membro do PMDB. Isso é um absurdo.", disse o ministro. Lula teve que intervir, para desespero da oposição. "O Lula, mais uma vez, meteu o dedo onde não devia. Achei que ele tivesse aprendido a lição.", disse um deputado da oposição.

O ministro passou a semana sendo alvo de honrarias. Na segunda-feira ele recebeu o prêmio patriota da década, entregue pelo ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota. "Eu achei que eu fosse o Antônio Patriota, mas o verdadeiro Antônio Patriota é o Antônio Palocci. Não é sempre que alguém abre mão de uma capacidade de fazer fortuna como essa para vir trabalhar no governo".
Por Nelito Fernandes.

Eu fico me perguntando, quando é que o povo, sim o povo em todas as suas classes sociais, vão acordar e tomar uma atitude. Estamos perdidos! Quem poderia nos salvar desses mercenários caras de pau?

domingo, 5 de junho de 2011

Parcial pela 3ª rodada, aguardando o jogo de quarta-feira:



Rodada de muitos pontos, muitos gols, muita festa por parte dos urubulinos, não! eles não ganharam, estão alegres pela chinelada que os reservas do coxa deram nos reservas cruzmaltinos... fazer o que? Agora se na quarta-feira, isso se repetir, eu faço coro com os urubus, mas se o vasco for campeão, ninguém vai sentir falta dos comentários rubro-negros, que, obviamente, vão sumir por um tempo.

Em atualização aguarde um momento...

Show do Intervalo (Domingo)


Esse é o show do intervalo. Ainda tem muuito jogo. Jales vc tem razão, é páreo duro, todos tem chance, inclusive tem 3 novatos entre os 10.

Antes do empate do urubu, estava assim:

É muita emoção!

1º 25 Marcelo Professor
2º 22 Feijo
3º 21 Márcio
4º 21 Marcos CeIM
5º 19 Iran
6º 18 Leonardo
7º 18 Lima Assy
9º 18 Godoy
10º 18 Bruce

Vixe, é muito gol, não dá tempo de publicar e já muda tudo!

1º 24 Marcelo Professor
2º 22 Iran
3º 22 Feijo

sábado, 4 de junho de 2011

Parcial de sábado pela 3ª Rodada


Agora sim, estão contabilizados os pontos do jogo de figueirense e atletico goianiense. Os técnicos da Microsoft auxiliados pelos da NASA, verificaram o erro no sistema e já corrigiram. Calma que hoje tem mais, é impressionante o nº de pontos que estão alcançando em 4 jogos, se continuar assim vai ter gente fazendo 60 pontos. Nesta rodada, o resultado final saira depois do jogo de quarta (atm x spo). coordenadores, vamos cobrar os inadimplentes.

Vai começar a Festa... da 3ª rodada!


Apertem os cintos, preparem a bebida e o tira-gosto, tem muita emoção na rodada que abre a corrida para a camisa do seu time do coração. Boa sorte cartolas!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Deus existiu, existe e existirá sempre!



O objetivo, segundo ele, é que seja aberta à visitação do público, com a presença de animais de verdade para inspirar estudantes com a história bíblica e mostrar que existe um Deus. O holandês iniciou a construção da embarcação em 2008. Fez uso até mesmo de pinho sueco, já que teria sido essa a madeira que Deus ordenou Noé a usar na construção. A arca contará com dois auditórios com capacidade para receber 1.500 pessoas e terá três andares.
Embora existam alguns que preferem ser descendentes de macaco e outros que além disso acham que Deus errou em lhe criar homem, a "MAIORIA" das pessoas acreditam em Deus e em seus preceitos, talvez não vivam 100% conforme Ele determina, mas tentam e não investem seu tempo e dinheiro para inverter os valores e ir na contramão daquilo que Deus determinou para a humanidade.

facebook